Chá Bugroon – Tudo Aquilo Que Nunca te Contaram

Você já deve ter visto todo o tipo de receitas de chás para emagrecer. Aqui no site mesmo nós já comentamos sobre os benefícios de algumas ervas.  O chá é uma bebida milenar trazida do Oriente; no começo, ele era tomado apenas como uma bebida deliciosa, mas logo depois descobriu-se os vários poderes medicinais de determinadas ervas.

De lá pra cá, foram vários os estudos e pesquisas que determinaram a eficácia dessa ou daquela planta para várias enfermidades, como ajuda no tratamento de doenças e indisposições. Logo depois, vieram os chás que prometeram – e ainda prometem – ajudar a emagrecer, e aí veio a febre: cápsulas de chás concentrados espalharam-se feito água por prateleiras de lojas especializadas e farmácias manipuladoras, prometendo secar a barriga em um mês, eliminar as gorduras em poucas semanas, esculpir seu corpo em um tempo milagroso.

Há poucos anos, surgiu o chá Bugroon. Bugroon, na verdade, é uma marca de cápsulas compostas. Dentro dele, estão folhas, caules, frutos, folhas, flores, cascas e raízes distintas, todas moídas em pó. Segundo o site, seus ingredientes são: Chá Branco e Verde, Hibisco, Camomila, Capim Cidreira, Boldo, Hortelã, Limão, Erva Doce e Estévia. Ainda no site, “Uma associação desses componentes, pesquisadas e testadas em anos a fio de trabalho resultaram no mais importante chá, para quem faz dieta e controle de peso, do mercado nacional. Quer uma vida longa e saudável? O chá Bugroon é um importantíssimo aliado!“

Será?

Todo Chá Faz Bem?

É importante saber exatamente para quê servem essas várias ervas diferentes que compõem o Bugroon. Existe uma falsa verdade que circula por aí – e que com certeza você já ouviu – que diz que “por ser 100% natural, os efeitos colaterais são mínimos, não tem como fazer mal“. Isso não é verdade! O uso contínuo de chás, sem orientação médica, podem destruir o fígado, causando hepatite.

Algumas plantas podem ser tóxicas ao nosso organismo. Só através de uma identificação botânica, muito mais complexa do que bater o olho, é que dá para se saber se ela poderá fazer mal ao nosso corpo ou não.

Outro ponto a ser destacado é que as plantas, como bem sabemos, são organismos vivos. Como tal, elas produzem substâncias de acordo com sua necessidade – ou seja, não necessariamente aquela planta cujo chá pode ajudar a emagrecer vai ter produzido as substâncias necessárias para isso.

Fora que são muitas as variáveis que podem determinar o poder – positivo e negativo – de uma erva, como o período em que ela foi colhida e a qualidade do solo, a quantidade de fertilizantes injetado nele, etc. Quando você compra essas ervas, tem em algum lugar escrito essas informações? Acho que não, né? Então, muito cuidado e muito tato na hora de tomar 1 litro de chá por dia porque viu em algum lugar que isso ajuda a emagrecer.

Para chegarem ao mercado, os remédios convencionais precisam passar por uma bateria de testes e pesquisas que determinam quem pode usar, a faixa etária, os efeitos colaterais e os riscos. Por serem naturais, os fitoterápicos (como cápsulas ou chás em pó) não passam por esse controle rígido, deixando que qualquer um faça uso da maneira que achar melhor.

Se você faz uso de algum medicamento, tenha um cuidado redobrado! Não é certo, mas os chás podem interagir com seu remédio e causar um estrago no seu organismo.

Prós e Contras do Bugroon

Como são muitos componentes, listar os benefícios e malefícios de cada um te faria ficar horas lendo esse post. Por isso, vamos tentar simplificar ao máximo.

Já de saída damos as contra-indicações: crianças, mulheres grávidas ou amamentando, pessoas com estômago sensível, hipertireoidismo, doenças renais ou cardiovasculares devem evitar o Bugroon, que pode trazer mais malefícios do que vantagens.

Os chás verde e branco, por exemplo, vêm da mesma planta, a Camelia sinesis, e só diferenciam-se no processo, que resulta em mais (branco) ou menos (verde) ativos. Ambos possuem antioxidantes e aceleram o metabolismo, o que é ótimo para emagrecer. Em excesso, porém, eles podem causar problemas para dormir, no estômago, ansiedade, dores de cabeça, arritmia e outros problemas cardiovasculares.

Já o Hibisco possui efeito diurético e acelera o metabolismo, além de conter vitaminas A e B1, aminoácidos e sais minerais. Em contrapartida, ele não é 100% indicado para pessoas com pressão baixa, já que o consumo diário pode levar a tonturas, desmaios e fraqueza. Quem tiver submetido-se a tratamentos hormonais também precisa manter o olho aberto, já que o hibisco pode afetar os níveis de estrogênio.

Deu pra entender um pouco dos problemas que pode-se ter tomando cápsulas como se fossem balas de açúcar, né?

As doses do Bugroon são super concentradas, então podem ocorrer casos de superdosagem. Por ser uma combinação de várias ervas, os efeitos podem variar, mas pode ter certeza que nenhum deles é positivo. Pra se ter uma ideia, estão na lista vertigem, vômitos, espasmos abdominais, insônia, enxaqueca….tá bom, né?

Fora que a maioria das ervas contidas nele ajudam a acelerar o metabolismo. Se tomar um chá ou outro já dá uma acelerada no nosso corpo, imagina o ritmo que seu organismo entra caso você tome uns quinze chás diferentes de uma vez só?!

Pelo sim, pelo não, procure seu médico antes de embarcar nesse tratamento natural. Só ele vai te dizer se isso te trará de fato os resultados esperados, além de saber quais são as chances dessas capsulazinhas pegarem na sua saúde.

Não caia nessa; milagre pra emagrecer não existe!

Sempre falamos isso e para sempre falaremos: engana-se quem acha que vai começar a tomar Bugroon (ou qualquer coisa outra que seja, a bem de verdade), e daqui a uma semana vai vestir uma calça dois números a menos. Emagrecer é um processo e não é o mais simples; ele exige muito foco, muita disciplina e muita paciência.

Para emagrecer de fato, só virando o botão da vida para um lado mais saudável. Isso significa que, se você decidiu que quer perder peso, seus dias de refrigerante, álcool e frituras terminaram. Nenhuma cápsula conseguirá competir com aquele x-tudo que você comeu no almoço ou aquele rodízio que você marcou com a família ou com os amigos.

No outro peso dessa balança estão os exercícios. Não adianta começar a balançar a cabeça e pensar que não tem tempo, não tem saco pra academia, que isso por aqui não cola. Existem exercícios simples, que você poderia inclusive fazer enquanto lê esse artigo. Outros exercícios incluem abandonar o elevador e as escadas rolantes, andar aquelas cinco quadras que você pega o ônibus ou o metrô pra chegar (quem sabe até ir de bicicleta? Patinete? Você quem sabe! Sem vergonha ou medo de ser feliz!)

Então, fica a dica: antes que você tome várias cápsulas de Bugroon como se não fossem nada demais, procure um nutricionista ou um médico de confiança, converse com ele e ouça o que ele tem a dizer. Pode não te agradar, mas com certeza será o melhor para a sua saúde!

Recomendados: