Não Comece a Tomar Corticoide Sem Ler Antes Aqui

Ainda conhecido como corticosteroide, o corticoide é um medicamento proveniente do hormônio cortisol, um tipo de hormônio que tem sua produção de maneira natural realizada pelo nosso corpo.

Os medicamentos corticoides são, de modo geral, usados no tratamento de inflamações crônicas, lesões esportivas, alergias e também para suprimir o sistema imunológico.

Mesmo sendo de muita utilidade para tratar condições médicas graves, o uso de medicamento corticoide por períodos muito longos costuma estar ligados a alguns efeitos colaterais, como: calvície, acne e dificuldade para dormir.

Será que além desses efeitos colaterais, o corticoide possui a capacidade de engordar?

Será que ele engorda ou somente incha?

Vamos descobrir!

Primeiramente, o que é Corticoide?

Hoje em dia, os medicamentos corticoides comercializados são versões sintéticas do hormônio cortisol, mas agem no organismo de maneira similar ao hormônio natural, só que com uma potência mais elevada.

Talvez você já tenha escutado falar do cortisol como um “hormônio do estresse”, como ele também é conhecido. Ele é secretado pelas glândulas suprarrenais (ou adrenais).

Falando em termos evolutivos, o cortisol sempre foi considerado um hormônio fundamental para a sobrevivência da espécie humana, porque permitia que nosso corpo ficasse preparado para reagir a situações de estresse, como o ataque de um animal, por exemplo.

Além de agir na nossa resposta a momentos estressantes, o cortisol também é responsável por deixar regulado o nosso metabolismo, a nossa função imune e, ainda, por diminuir inflamações.

Como o corticoide sintético desempenha no corpo a mesma função do hormônio natural, ele também proporciona os mesmos efeitos colaterais do cortisol, que serão mencionados mais para frente.

Tipos de Corticoide

Há, na atualidade, disponível uma grande quantidade de corticoides sintéticos, sendo que os mais populares são:

  • Cortisona;
  • Hidrocortisona;
  • Prednisona;
  • Betametasona;
  • Dexametasona.

Sendo a hidrocortisona uma exceção, todos os outros citados, tem mais potência que o cortisol produzido de maneira natural pelo nosso corpo.

Cortisona
Cortisona

Para ter noção dessa potência, a prednisolona é de 4 a 5 vezes mais forte que o cortisol e a betametasona chega a ser até 30 vezes mais eficiente que o hormônio natural.

A variação desses elementos é distribuída conforme a disfunção da pessoa que precisa do medicamento apresenta:

  • Injetáveis:problemas crônicos;
  • Nasais:alergias, salientando as que são de vias respiratórias;
  • Orais:doenças inflamatórias, não importando se são agudas ou crônicas;
  • Tópicos:doenças na pele ou reações alérgicas.

Indicações do Corticoide

Esse hormônio atua em processos inflamatórios e imunes do organismo humano, deixando-o mais forte para encarar as doenças. Essas doenças são alérgicas, inflamatórias ou autoimune, como:

  • Asma;
  • Esclerose múltipla;
  • Bronquite crônica e enfisema;
  • Alergias;
  • Hepatites autoimunes;
  • Herpes;
  • Lúpus;
  • Artrite reumatóide;
  • Leucemias e linfomas;
  • Rinite alérgica;
  • Úlceras;
  • Doenças alérgicas da pele.

Os Efeitos Colaterais

Os efeitos colaterais desse medicamento, normalmente, costumam surgir depois dos 30 dias de uso das suas soluções, especialmente se elas forem feitas sem prescrição médica, o que nunca deve ocorrer, pois antes de iniciar o uso de qualquer medicamento, você precisa procurar um médico.

Os efeitos colaterais principais são:

  • Pressão alta;
  • Rouquidão;
  • Alterações no ciclo menstrual;
  • Cansaço;
  • Queda de cabelo;
  • Insônia;
  • Calvície;
  • Acnes;
  • Agitação;
  • Crescimento de pelos na face;
  • Elevação da glicose;
  • Dor de cabeça;
  • Problemas de estômago e no coração;
  • Infecções;
  • Osteoporose;
  • Candidíase oral;
  • Glaucoma;
  • Afinação da pele;
  • Problemas de infertilidade;
  • Síndrome de Cushing​.

Mas Então, Corticoide Engorda?

Infelizmente, a resposta para essa pergunta, é sim. Fazer o uso prolongado de corticoide engorda, principalmente em doses muito grandes. E isso acontece especialmente por 5 motivos:

  • Acúmulo de Gordura

Em situações de estresse, o corpo compreende que estamos lidando com um período difícil, e que talvez não consigamos ter alimento disponível outra vez, para dar-nos a energia de que precisamos.

O cortisol liberado em situações como essas, é responsável então por permitir que a gordura seja acumulada, para garantir, dessa maneira, que não falte energia para nenhuma função. Dessa forma, com a presença de cortisol, o metabolismo diminui e o corpo passa a acumular quase tudo que se come sob a forma de gordura.

Quando começamos a utilizar o corticoide em quantidades maiores, como é o caso no uso de medicamentos corticoides, o organismo passa a atuar da mesma forma, aumentando o armazenamento de gordura e alterando a distribuição da mesma pelo corpo. 

  • Aumento das Taxas de Açúcar no Sangue

O corticoide possui a capacidade de fazer os níveis de glicose no sangue ficarem mais elevados, o que pode causar alterações no apetite. Quando as taxas de glicose no sangue ficam muito altas, acontece uma liberação maior de insulina, que por sua vez remove de maneira rápida, todo o excesso de açúcar em circulação.

Quando tem um excesso de insulina e não tem mais açúcar disponível para ser enviado para as células, o cérebro ganha uma mensagem de que é preciso comer mais, para que a insulina consiga trabalhar.

  • Aumento da Insulina

A insulina é um hormônio secretado pelo pâncreas, e tem como função principal tirar o açúcar do sangue e “colocar” dentro das células, aonde ele vai se tornar energia. O excesso de energia, que não puder ser usado pelas células, será armazenado, especialmente, na forma de gordura. E quanto mais tiver insulina, mais elevado será o acúmulo de gordura.

Ou seja, o corticoide tem uma ação que engorda, também por aumentar a liberação de insulina, que por sua vez acaba estocando mais gordura.

  • Retenção de Líquidos

O corticoide está relacionado com o mecanismo de regulação de sódio, água e outros eletrólitos que ficam no nosso corpo, e por isso o uso realizado por um longo período de medicamentos à base de corticóides, podem gerar uma retenção de líquidos.

Conforme uma pesquisa feita pela Universidade da Califórnia, o uso de corticoide engorda, principalmente por causa da retenção de líquidos e por gerar um aumento no consumo de calorias.

Portanto, depois dessas dicas, veja o que é possível colocar em prática e caso deseje emagrecer de verdade, verifique qual é a medicação compatível e recomendada para você, por isso, é sempre importante consultar um médico.

Compartilhe e comente em caso de dúvida! Teremos prazer em falar com você.

Recomendados: