Conheça a Dieta Ideal para Fazer na Gravidez e Perder Peso

Uma das maiores preocupações das mulheres quando engravidam é o problema do ganho de peso. Diante disso, muitas se perguntam se é correto fazer uma dieta na gravidez para perder peso, e as opiniões são divergentes. Muitos acreditam que uma dieta possa ser prejudicial à saúde do bebê, enquanto outros defendem a boa saúde e uma dieta balanceada adequada para as futuras mamães.

Mas quais das duas opiniões estão corretas? Como fazer uma dieta na gravidez para perder peso, garantindo uma vida saudável para a mamãe e bebê? Qual o tipo de dieta adequada durante a gravidez e quais são as dietas que devem ser evitadas?

Se você é uma futura mamãe e quer fazer uma dieta na gravidez para perder peso, acompanhe nosso artigo. Nós vamos falar sobre todos os cuidados que devem ser tomados para um emagrecimento saudável nesse período, garantindo a saúde da mamãe e bebê.

Gravidez e Ganho de Peso

Primeiramente, devemos compreender que o ganho de peso durante a gravidez é um processo absolutamente normal. O que foge da normalidade é quando esse ganho de peso atinge uma proporção maior do que o esperado. E o que mais temos visto é que esse ganho de peso excessivo acaba se refletindo no período pós-parto, trazendo muitas dificuldades de emagrecimento.

Por conta disso, a melhor maneira de se evitar um ganho de peso excessivo durante a gravidez é através de uma dieta balanceada, que garanta todos os nutrientes necessários tanto para a mamãe quanto para o bebê. A intenção desse artigo, no entanto, é trazer dicas para que as futuras mamães consigam manter a forma durante a gravidez, evitando o ganho de peso excessivo. Você verá que através de dicas de hábitos alimentares saudáveis, é possível ter uma gestão perfeitamente saudável.

O Mito de Comer por Dois

Vamos começar quebrando um dos maiores mitos quando o assunto é gravidez: “a mãe come por dois”, ou “a mãe TEM que comer por dois”. Você já ouviu isso? Pois bem, essa é uma das causas por onde o ganho de peso excessivo começa.

Erroneamente, muitas gestantes, consciente ou inconscientemente, acham que por estarem em período gestacional, têm de comer mais em quantidade, para alimentar o bebê. Em outros casos, algumas entram na onda das brincadeiras dos “desejos fora de hora” para justificarem que a gravidez aumenta o apetite de uma forma incontrolável. Quando percebem, os ponteiros estão lá em cima.

Em primeiro lugar, nenhuma gestante tem que “comer por dois”, pois o bebê em fase gestacional tem uma necessidade média diária de 300 calorias, apenas.

Assim sendo, o primeiro passo para combater os quilinhos excedentes na gravidez, é não cair na onda do “mamãe come por dois”, ok?

Como Fazer uma Dieta na Gravidez para Perder Pesodieta na gravidez para perder peso

Antes de falarmos sobre o que fazer, vamos falar sobre o que não fazer. Quando bate o desespero de nos vermos perdendo o controle sobre o nosso peso, é muito comum recorrermos aos mais variados tipos de dietas que existem por aí. Quando a mulher está em seu período de gestação, muitas dessas dietas – principalmente as mais restritivas – acabam diminuindo da alimentação muitas fontes de nutrientes que são essenciais.

Por isso, se o seu intuito é fazer uma dieta na gravidez para perder peso, evite dietas da moda, principalmente os tipos de “dietas prontas”.

Agora, se você está precisando realmente cuidar do seu corpo e da sua alimentação, é preciso garantir uma dieta saudável. Aliás, com uma dieta balanceada, é possível até controlar e diminuir os sintomas desagradáveis desse período.

Vamos então conhecer os nutrientes que devem compor a alimentação da gestante e em que tipo de alimentos encontrar:

  • Água: Consuma, pelo menos, dois litros diários. Ela ajuda o funcionamento do organismo além de diminuir o inchaço.
  • Ácido fólico: Importante para a formação do tubo neural do bebê. Podemos encontrar o ácido fólico nos miúdos, folhas verde-escuras, legumes e no feijão-branco.
  • Cálcio: Importante para a manutenção da estrutura óssea da mãe e formação de ossos do bebê. Temos os laticínios como fonte de cálcio.
  • Ferro: Importante para a prevenção da anemia. Fonte de ferro: carnes, grãos, verduras verde-escuras, ovos e frutas secas.
  • Fibras: Importante para o bom funcionamento intestinal. Fonte de fibras: alimentos integrais, legumes crus, verduras e frutas (consuma também a casca e o bagaço).
  • Proteínas: Importante para manter a saciedade e para a manutenção muscular. Fonte de proteínas: ovos, peixes, frango, carne vermelha, tofu.
  • Vitamina C: Importante para o aumento da imunidade e absorção do ferro. Fonte de vitamina C: frutas cítricas e vegetais folhosos.
  • Vitamina D: Importante para facilitar a absorção de cálcio pelo organismo, que é essencial para o desenvolvimento saudável dos ossos e dos dentes. Fontes de vitamina D: peixes de água gelada como atum, salmão e sardinha, além do óleo de fígado de bacalhau (com moderação).
  • Vitaminas do complexo B: As vitaminas B1, B2, B3, B5 e B6 contam com funções mutuamente complementares e necessitam uma da outra para que realizem suas funções no organismo. Elas não são produzidas em quantidades suficientes pelo nosso corpo humano e por conta disso, devem ser adquiridas por meio da alimentação. Fonte de vitaminas do complexo B: cereais integrais, miúdos e castanhas.

O que Evitar Comer na Dieta Durante a Gravidez

Durante o período de gravidez é preciso evitar alimentos que sejam altamente calóricos e ricos em gorduras, como frituras, por exemplo. Evite também os carboidratos simples (farinha branca, arroz branco, amido, etc), substituindo-os pelos complexos (arroz integral, pão integral, etc). Esse tipo de alimento não somente ajudam os ponteiros da balança a subirem, mas também podem ser prejudiciais para o bebê.

Evite também as carnes e ovos crus ou mal cozidos, alimentos dietéticos e adoçantes (aspartame, ciclamato e sacarose), refrigerantes, sal e doces em excesso, bebidas alcoólicas, embutidos e empanados.

Exercícios Físicos Durante a Gravidez

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, exercícios físicos não são prejudiciais à gravidez – salvo em casos de gravidez de risco. Portanto, além uma dieta na gravidez para perder peso, você também poderá adotar o hábito de praticar exercícios leves e de baixo impacto. As atividades físicas irão ajudar a tirar a mamãe do sedentarismo, além de contribuir para o sistema cardiovascular, regulação do metabolismo, liberação de hormônios do bom humor etc.

E então, este artigo sobre a dieta na gravidez para perder peso foi útil para você? Se gostou, compartilhe com seus amigos nas suas redes sociais.

Recomendados: