Furosemida – Verdadeira Solução Emagrecedora ou Mais Uma Farsa do Mercado? [Entenda]

A furosemida é um medicamento usado no tratamento de hipertensão arterial e de distúrbios que abrangem o acúmulo de fluidos no organismo, como inchaços e edemas.

A utilidade da furosemida para esses tratamentos é graças a sua propriedade fortemente diurética, que estimula o corpo a extinguir líquidos e minerais, como o sódio, por meio do sistema excretor.

Como normalmente esse efeito gera uma diminuição no peso corporal e uma redução de áreas anteriormente inchadas, a fama da furosemida como um medicamento que causa o emagrecimento cresceu.

Mas será que a furosemida engorda ou emagrece?

Como Funciona a Furosemida?

A furosemida causa a eliminação de líquidos e de sódio, provocando um loop no sistema excretor. Isso ocorre através do corte de sistemas de feedback que geralmente informam que o bastante já foi excretado, de forma que a excreção é mais intensa que o normal sob os efeitos da furosemida.

Essa excreção realizada de forma intensa deixa o corpo livre do excesso de água, o que acaba sendo um grande alívio para diversos problemas de saúde. Os mais variados edemas podem ser tratados com o uso da furosemida, bem como inchaços e acúmulos de água, causados por problemas renais ou cardíacos, por exemplo.

Além disso, uma eliminação maior de sódio se junta a uma eliminação maior de água para minimizar a pressão arterial. Dessa maneira, realizar um uso regular de furosemida é benéfico para muitos pacientes que sofrem com a hipertensão arterial, trazendo alívio aos sintomas e efeitos nocivos.

Emagrecimento com Furosemida

Furosemida emagrece?
Cápsulas Furosemida

A ideia formulada de que existe a possibilidade do emagrecimento se alcançado por meio da furosemida, é fundamentada em 2 consequências verdadeiras do seu uso.

Primeiramente, a eliminação de líquidos causa, de verdade, uma diminuição no peso corporal. Já que a água é a substância que mais preenche o corpo humano, é óbvio que eliminá-la de maneira mais intensa, vai gerar uma redução na massa corporal.

Em segundo lugar, pessoas que tenham excessos de fluidos no organismo sofrem, no geral, de inchaços bem grandes ou pequenos espalhados pelo corpo, como nos membros ou na barriga. A eliminação feita de maneira mais intensa da água gera um afinamento da silhueta, um objetivo muito importante de quem tem o desejo de emagrecer.

Mesmo tendo todas essas ligações lógicas entre a furosemida e os efeitos no processo de emagrecimento, é necessário perguntar: a furosemida emagrece mesmo?

Furosemida Emagrece Mesmo?

Antes de qualquer coisa, é preciso lembrar que a furosemida não é um remédio feito para com o intuito de promover o emagrecimento. Se trata de um medicamento indicado para certos tipos de problemas de saúde, de forma que o emagrecimento, se existisse, seria somente um efeito colateral.

Em seguida, é preciso perceber de onde está vindo esse suposto emagrecimento. Em sua maioria absoluta, o afinamento da silhueta e a perda de peso se devem à eliminação de água de uma forma intensificada, de modo que não existe nenhuma perda de gordura.

Além disso, este remédio trata de uma perda de peso ilusória e rápida, uma vez que o peso e silhueta voltam ao normal assim que o tratamento chega ao fim. Se existe alguma eficácia nesse sentido, ela só vai servir para pessoas que sofrem com uma efetiva acumulação excessiva de fluidos.

Ter uma perda muito severa de peso pode ser na realidade, um sintoma de um possível efeito colateral da furosemida. Neste caso, não é uma coisa que deveria ser comemorada, e sim de um perigo a ser evitado.

Furosemida Pode Engordar?

É bem verdade que, como tantas fórmulas mágicas que auxiliam no processo de emagrecimento surgindo, a furosemida pode acarretar efeitos contrários aos esperados. Já que a eliminação de água é feita de forma intensa, é provável que a furosemida cause um quadro de carência de sais minerais, que são excretados junto com a água.

Nesse caso, o corpo vai reagir de forma negativa à falta de nutrientes, causando mais fome e, como precaução, aumentando bem mais o acúmulo de gorduras.

Contraindicações e Efeitos Colaterais da Furosemida

A furosemida é contraindicada, principalmente, para quem sofre com perda de minerais e líquidos, como em quadros de vômitos, diarréias e desidratação.

Além disso, este medicamento é contraindicado para gestantes, uma vez que possui a capacidade de atravessar a placenta. Também é indicado que os lactantes evitem tomar o remédio, já que ele pode passar para o leite ou até mesmo bloquear a lactação. Se preciso, é sugerido interromper a amamentação.

Os efeitos colaterais mais encontrados da furosemida são ligados a quadros de desidratação que decorrem da eliminação em excesso de líquidos. Esses efeitos incluem:

  • Boca seca;
  • Sede;
  • Tontura;
  • Dores de cabeça;
  • Visão embaçada.

Manifestações com intensidade desses sintomas podem ser perigosas, bem como desmaios e batimentos cardíacos mais acelerados ou irregulares.

Nesses casos, assim como caso ocorra uma vermelhidão, inchaço, dores ou dormência nas pernas ou nos braços, é recomendado buscar um médico rapidamente.

Overdose de Furosemida

O efeito da furosemida é acelerado e de duração bem curta. Isso quer dizer que tomar doses muito altas de uma única vez é muito perigoso, já que isso aumenta dramaticamente os riscos de desidratação e de uma queda brusca na pressão arterial. Dessa maneira, a dosagem, que de forma bem rara vai passar dos 80mg diários, tem que ser sempre recomendada por um médico.

Lembre-se que a furosemida é indicada nos casos de hipertensão arterial leve a moderada; edema causados por distúrbios cardíacos, renais e hepáticos edema recorrente de queimaduras.

Modo de Usar

Os comprimidos têm que ser ingeridos inteiros sem mastigar, com o auxílio de algum líquido e sem o estômago estar cheio. É bem vantajoso tomar a dose diária de uma vez só, optando pelo horário mais prático, de tal maneira que não perturbe o ritmo normal de vida do paciente, pela agilidade da diurese.

Com todas essas considerações e agora que você sabe tudo sobre este medicamento, é sempre importante ressaltar que absolutamente nenhum remédio ou dieta deve ser adotada antes que você consulte um médico.

Sua saúde é mais importante!

Curta e compartilhe essa informação, e se tiver dúvida, pergunte!

Recomendados: