O Passo a Passo Perfeito para Você Emagrecer com Sucesso

Reeducação alimentar para emagrecer não é o monstro de sete faces que se imagina. Ao contrário. Pode se tornar  até  bem simples,  depois que você assume  e pega o jeito de fazer. Tudo se resume em ter disciplina, vontade firme e começar dando um passo por vez.

Um dos segredos do sucesso é exatamente ir devagar. Passo a passo, você conquista muito mais. Portanto, se deseja iniciar sua reeducação alimentar e se pretende que ela realmente funcione, aprenda uma coisa desde já:

– Não vá com pressa. Aposte nestes 5 passos. Conquiste uma meta por dia. Esqueça o emagrecimento rápido e vamos lá!

Reeducar-se dentro do contexto alimentar exige também um tanto de disciplina, pois ninguém pode conseguir tal objetivo sem traçar metas e organizar uma rotina alimentar diária. Aqui te oferecemos um montão de boas ideias. O que queremos é te mostrar que não é tão complexo assim. Você consegue! Quer ver?

Reeducação Alimentar para Emagrecer: Os Cinco Passos que te Levam até lá.

Passo 1 – Adote Atitudes Saudáveis

O passo inicial é saber que uma reeducação alimentar exige algumas mudanças de atitude que ajudarão a equilibrar sua rotina alimentar. Porém, não precisa assustar-se.

Não se trata de restringir alimentos, nem de passar sofrimento, fome e privações. São apenas pontos relevantes que você deve acertar para que tudo funcione. Veja o que é preciso acrescentar à sua rotina:

  • Não Deixe de Fazer Nenhuma Refeição.

Fome guardada transforma-se em obsessão por comida. Você não vai querer isso, vai?

  • Por Outro Lado, Também não é Nada bom Comer em Excesso.

Estabeleça sua regularidade conforme a vida que você leva. Uma pessoa inteiramente sedentária, talvez não tenha necessidade de comer de 3 em 3 horas.

Um nutricionista pode te ajudar a resolver esta questão. O importante é não se empanturrar de comida o tempo todo. Lembre-se que só perde peso quem gasta mais do que consome.

  • Comer em Prato Pequeno não é Mito.

O menor tamanho do prato ajuda a comer menos. Isto é verdadeiro e várias pesquisas já sinalizaram positivamente para esta prática. Estudos sobre este assunto confirmam que realmente dá certo.

  • Aprenda a Comer, Reeducando o Paladar

Este é outro comportamento bastante aconselhável. Quer um exemplo? Tem gente que não come verduras. Já imaginou reeducação alimentar sem as vitaminas, sem os minerais, sem os antioxidantes e sem as maravilhosas fibras das verduras?

Não dá pra perder os benefícios que estes vegetais nos oferecem. Portanto, se não curte o que é saudável, reeduque seu paladar. Depois de algumas tentativas, você começa a descobrir o sabor, e passa a gostar. É por uma boa causa. Tente.

Passo 2 – Hidratação Constante

É preciso beber água. A frase te parece repetitiva? Pois saiba que não é à toa que é repetida insistentemente. Está mais do que comprovado que ninguém é saudável sem água e ninguém emagrece sem ela.

Mas, a notícia mais legal é que você pode substituí-la para manter-se hidratada. Aqui, valem os copos de água, os chás, a água de coco, os sucos detox in natura e as águas saborizadas. Viu só, quanta coisa líquida você pode usar para hidratar o corpo?

Passo 3 – Comece seu dia comendo ovos

É incrível o poder que os ovos têm para reduzir o apetite. Seu conteúdo proteico e os aminoácidos que participam de sua composição, garantem saciedade pelo resto do dia. Quem come ovos no café da manhã, não sente aquela fome desvairada e consegue comer bem menos nas outras refeições.

Começar o dia com ovos
Começar o dia com ovos

Passo 4 – Não deixe de investir nos macronutrientes

Este passo é importante em qualquer reeducação alimentar. Significa comer saudavelmente e ainda queimar calorias com isto. É o que você quer? Então fique atenta aqui, amiguinha. Olhe o quanto os macronutrientes podem fazer por nós, que queremos ficar saradas com saúde.

  • Proteínas? – Claro que sim, Sempre!

As proteínas guardam um segredinho adorável. Elas são favorecedoras da queima calórica porque constroem músculos. Elas são as artistas da massa magra. Um organismo que recebe alimentos ricos neste nutriente, queima muito mais calorias e garante maior gasto energético.

Isto ocorre porque a massa muscular é metabolicamente ativa. Quanto mais músculos mais energia é requerida e consequentemente mais gordura é queimada. Além disso, quem come proteína fica mais tempo sem fome. Por isto, é que tanta gente come bacon com ovos no desjejum. A redução do apetite permanece o dia inteiro.

  • Carboidratos: Nunca Desista Deles

Tirar os carboidratos não combina com reeducação alimentar, de jeito nenhum. Ao invés de eliminá-los de seu prato, substitua os ruins pelos bons. Quer dizer que você deve escolher o tipo de carbo que põe na mesa.

Os melhores são os que possuem índice glicêmico baixo. Eles são absorvidos de forma mais vagarosa pelo organismo e vão fornecendo energia constante pouco a pouco.

Isto promove um controle glicêmico no sangue, de forma a estabilizar os níveis insulínicos. A insulina sob controle é tudo de bom, pois quando em excesso ela induz ao estocamento de gorduras. Estes carboidratos estão cheios de fibras. Fornecem energia e com isso auxiliam a pôr a gordura pra fora. Entre estes estão:

Carboidratos com IG baixo: Abobrinha, Tomate, Brócolis, Cenoura, Soja, Berinjela, Couve-flor, Pepino, Batata doce, entre outros.

  • Gorduras Também Devem Entrar

As gorduras saudáveis devem fazer parte de sua alimentação. Na reeducação alimentar você também reaprende a escolher os alimentos mais sadios. E aí é que entram as gorduras boas. Alguns exemplos são: o óleo de coco, o azeite de oliva extravirgem, o abacate, azeitonas, castanhas, nozes, manteiga, etc

Passo 5 – Na Reeducação Alimentar Deixe Alguns Alimentos Fora.

Você talvez esteja pensando que não deve tirar nada da alimentação. Em parte isto é verdade, mas existem alguns produtos que fazem tanto mal, que nem se sabe se podem ser considerados boa comida. Estes devem sim, serem excluídos.

Estamos falando dos:

  • Fritos;
  • Industrializados;
  • Dos que estão lotados de gordura Trans, como os recheados, batatas fritas industrializadas, sorvetes, etc.
  • Os açucarados e os que são adoçados com frutose (xarope de milho).

Reeducação alimentar não é tão difícil quanto parece. Inicie aos poucos. Sem estresse. Vá mudando gradativamente sua comida diária. Assim, você vai conseguir transformar suas refeições e sua vida.

Recomendados: