Remédios para Depressão: Entenda se Eles Podem Realmente te Ajudar na Perda de Peso

Os antidepressivos são um tipo de medicamento usado para minimizar os sintomas de pacientes que possuam problemas ligados à depressão. Eles trabalham na correção de desequilíbrios químicos de neurotransmissores no cérebro.

São exatamente esses desequilíbrios que podem estar ligados a variações de humor e comportamento de uma pessoa.

Antidepressivos que emagrecem são cada vez mais procurados. Não por coincidência, matérias até na televisão e com especialistas respeitáveis, como o doutor Dráuzio Varela, são realizadas com uma frequência maior.

E não somente para antidepressivos que emagrecem a procura tem aumentado. Qualquer espécie de remédio para emagrecer teve a sua procura intensificada com o passar dos dias.

Em um mundo em que a obesidade tem sido cada vez mais recorrente, a busca pelo corpo ideal é desejada por todos com a mesma intensidade.

Saiba que existem, de fato, antidepressivos que emagrecem, mas o seu uso só pode ocorrer depois de consultar um médico especialista.

O que Fazer em Frente ao Aumento de Peso

Você sabe que possui alguns problemas com depressão, foi em busca de tratamento, tomou o remédio prescrito pelo médico e notou que o antidepressivo engorda.

E Agora? O que fazer?

Cápsulas de Medicamento
Cápsulas de Medicamentos

O primeiro passo é ter sinceridade com o profissional que sugeriu o medicamento e avisá-lo sobre o aumento de peso, especialmente se ele for em excesso. Você pode perguntar a ele quanto à escolha do remédio e questionar se não existe a possibilidade de mudar o antidepressivo, para outro remédio que não gere tanto aumento de peso.

Não permita que os efeitos colaterais do remédio te desestimulem quanto ao tratamento. Siga frequentando o médico, que vai poder te dizer se o resultado está sendo como desejado e como está a sua evolução clínica.

Se por acaso sentir insegurança com o profissional que estiver te acompanhando, não existe nada de errado em procurar uma segunda opinião mais confiável e tirar todas as dúvidas que você possa vir a ter. Apenas não cesse o tratamento sem a indicação de um especialista ou sem avisar o médico.

Também não faça consumo de remédios por conta própria, com a finalidade de inibir o efeito de ganho de peso do antidepressivo. Quem não é especializado em medicina, possivelmente não sabe escolher um remédio e nem averiguar que prejuízos ele pode gerar ao organismo. Se você insistir nessa prática, ao invés de solucionar um problema, você pode acabar ganhando mais um.

Outro ato fundamental é fazer o possível para não cooperar ainda mais com o aumento de peso, gerado pelo medicamento. Uma sugestão é buscar uma mudança em seus hábitos alimentares trocando os salgadinhos, as guloseimas, doces e comidas congeladas por alimentos frescos e que sejam mais saudáveis como legumes, verduras e frutas.

Lembre-se que as pesquisas mostram que o antidepressivo até engorda, mais isso se deve ao fato do ganho de apetite que vem da superação da depressão. Então é necessário tomar cuidado com os hábitos alimentares e o nível de exercícios físicos feitos diariamente.

Os Melhores Antidepressivos que Emagrecem

Bom, sejamos claros: isso não existe. Ponto! Não adianta absolutamente nada ter alguns antidepressivos que emagrecem, mas que não conseguem se ajustar ao seu organismo. É como tomar um anticoncepcional. Um médico precisar ser consultado para aconselhar o melhor, conforme cada organismo e a sua necessidade.

Porque alguns antidepressivos que emagrecem podem abater a sua libido juntamente com seu peso. Sem dúvida nenhuma, essa não é a intenção das pessoas. Especialmente, aquelas que buscam um corpo esteticamente perfeito e, consequentemente, mais atraente.

Por que Alguns Antidepressivos Emagrecem?

Antidepressivos que emagrecem não fazem absolutamente nenhum milagre. É sempre bom lembrar a você sobre isso. O que ocorre é que antidepressivos que emagrecem, atuam no apetite de quem os toma e, gerando a perda da vontade de comer, a pessoa, obviamente, emagrece.

Eles também atuam em alguns fatores emocionais que estão presentes em muitas pessoas que tem um excesso de peso, como a depressão e a ansiedade.

É bastante comum pessoas que sofrem dessas doenças não conseguirem controlar certas compulsões e, entre essas compulsões, aparece a necessidade de comer sem medidas e sem controle. Não importa se a fome ainda continua ou não.

Ao ajudar neste autocontrole, os antidepressivos acabam emagrecendo, auxiliam o paciente a não comer por comer e, assim, serve de aliado no processo de emagrecimento.

Alguns Antidepressivos que Emagrecem e suas Recomendações

Veja agora alguns antidepressivos que emagrecem e quais são as suas recomendações no mercado:

  • Tricíclicos: sua atuação é sobre a noradrenalina e a serotonina e seus efeitos colaterais causam bloqueio do orgasmo, diminuição da libido e prisão de ventre nos idosos. A retenção urinária também é um efeito comum, assim como arritmias cardíacas em pessoas mais propensas;
  • IMAOS: são sugeridos para casos mais graves de depressão, porque age juntamente com certos alimentos graças à presença da tiramina, elemento achado em derivados de vinho, leite e condimentos.

Efeitos Colaterais

É óbvio que possui efeitos colaterais e contraindicações nesses antidepressivos que emagrecem. Até mesmo aqueles antidepressivos que emagrecem e são ditos como naturais.

Aqui, neste artigo, já foram citado alguns como a prisão de ventre, perda da libido, arritmia cardíaca e outros.

E, também, existem algumas contraindicações, como não beber qualquer bebida alcoólica enquanto estiver fazendo uso de antidepressivos que emagrecem, porque os efeitos do álcool junto com o antidepressivo podem ser muito potencializados, reduzindo em muito os reflexos e a capacidade de ficar desperto, entre outros problemas.

Também não é indicado fazer uso destes medicamentos no período de gravidez.

Mas, se você tomar todos estes cuidados, os antidepressivos podem servir como um aliado na luta contra a balança.

Por último, mas de forma alguma menos importante, tente praticar algum tipo de atividade física. Além de ser ótimo para a saúde, movimentar o corpo em atividades gera a liberação da endorfina, uma substância famosa por ser um analgésico natural e que causa sensações de tranquilidade e bem-estar, ainda inibindo o estresse.

Lembre-se que se você quer, você consegue e seu esforço valerá a pena no final.

Curta e compartilhe essa informação, e se tiver dúvida, pergunte!

Recomendados: