Descubra se a Sertralina Pode Ser o Que Faltava Para Você Emagrecer de Verdade

A sertralina é um medicamento que, mesmo sendo indicado para outro fim, é qualificado de maneira informal como possuindo um efeito emagrecedor. Mas, na realidade, ele é um remédio antidepressivo que tem como principal intenção, controlar a serotonina existente no corpo, já que uma das funções desse neurotransmissor envolve o controle de humor dos indivíduos.

Porém, vários pacientes confirmam que a sertralina emagrece, trazendo a esperança de que poderia ser consumida também para atingir este objetivo. Indo em um sentido contrário, e em número menor, outros pacientes também dizem que a sertralina engorda.

Mas, afinal de contas, quem tem razão? A sertralina emagrece ou engorda?

Primeiramente, Vamos Entender o que é Sertralina

A sertralina faz parte de uma categoria de medicamentos conhecida popularmente como Inibidores Seletivos de Recaptação de Serotonina (ISRS), que são indicados para o tratamento de transtornos obsessivos compulsivos, depressão, distúrbios de ansiedade e também doenças orgânicas, como a tensão pré-menstrual e a fibromialgia. Este medicamento entrou no mercado em 1991, pela Pfizer.

Como Funciona?

O medicamento age no equilíbrio químico de serotonina no cérebro ao comprimir a receptação deste neurotransmissor e tornando sua concentração maior, já que certos distúrbios causados nessa harmonia química acabam levando a pânico, depressão, ansiedade ou sintomas de Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC).

Como efeito, auxilia na inibição de transtornos compulsivos e na redução de sintomas de ansiedade.

Sertralina
Sertralina

A Sertralina Emagrece Mesmo?

É necessário ter em mente que a sertralina não é um medicamento que tem como função levar ao emagrecimento. Na realidade, é um remédio que não tem efeitos emagrecedores ou de ganho de peso, sendo bem neutro neste quesito.

Entretanto, ao deixar os níveis de ansiedade menores – na maioria das vezes excessivos em transtornos psiquiátricos – pode proporcionar, para quem toma, um maior controle no momento de selecionar melhor os alimentos e a quantidade em que vai consumi-los.

Em algumas pessoas, ainda, existe os efeitos secundários de enjôos e perda de apetite, que acabam levando a uma menor ingestão de comida. Ou seja, quando esses efeitos ocorrem, pode-se dizer que a sertralina gera sim, um emagrecimento.

Mas, a expectativas em relação à ação emagrecedora do remédio, não devem ser levadas em consideração. Se o emagrecimento acontece, vai do medicamento fazer de maneira adequada sua real função como antidepressivo, ou por efeitos colaterais que não são frequentes.

E Quando a Sertralina Engorda?

Assim como existe a possibilidade de dizer que a sertralina emagrece, em alguns casos, também tem casos de pacientes que aumentaram o peso quando fizeram o uso do medicamento.

Os motivos, porém, são apenas especulativos e decorrem de efeitos colaterais do remédio tanto para o ganho quanto para a perda de peso:

  • Alterações no apetite;
  • Maior vontade de consumir carboidratos;
  • Mudanças hormonais;
  • Retenção de fluidos;
  • Falta de exercícios;
  • Metabolismo mais lento.

Essas são as possíveis hipóteses para alguém afirmar que a sertralina engorda.

Contraindicações

A contraindicação principal é para quem é alérgico à sertralina, mas fazer uso de Pimozida ao mesmo tempo da sertralina, também é de fato contraindicada.

É preciso interromper o uso de um dos medicamentos antes de começar a tomar o outro. De preferência use a sertralina e, ao mesmo tempo, inibidores da monoamida oxidase (IMOA), também usados no tratamento para a depressão.

A sertralina também precisa ser evitada por mulheres grávidas e que estejam no período de amamentação, já que pode gerar problemas pulmonares e outras complicações para a criança. Outro grupo que precisa evitar o consumo deste medicamento é o de pessoas menores de 18 anos.

Principalmente nestes dois casos, um médico precisa ser consultado e informado destes fatos antes de começar o tratamento com sertralina. Entretanto, não é recomendado interromper o uso sem conversar com um profissional de saúde.
Se você tiver uma epilepsia ou convulsões, doença renal ou hepática, sangramentos recorrentes, transtorno bipolar, disfunções de coagulação sanguínea e um histórico de abuso de drogas ou pensamentos suicidas, deve deixar seu médico informado sobre isso, antes de iniciar o tratamento com sertralina.

Quais os Efeitos Colaterais?

Quanto aos efeitos colaterais que a sertralina pode causar, os mais comuns são a:

  • Sudorese;
  • A boca seca;
  • A diarréia;
  • O cansaço;
  • A sonolência;
  • Tonturas;
  • Náuseas;
  • Insônia;
  • Palpitações e taquicardia;
  • Dificuldades relacionadas à digestão.

Outro efeito indesejado causado pela sertralina é sua alta potência de levar à anorexia.

Existem, porém, efeitos colaterais bem mais preocupantes, como manifestações pensamentos de suicídio e depressões, câimbras e rigidez muscular, febre alta, fraqueza, alucinações, aparição de hematomas e sangramentos com facilidade, problemas de memória, dificuldades em respirar, tremor e perda de peso intensa.

Seu médico tem que ser imediatamente comunicado no caso da aparição de novos efeitos, ou se por acaso tiver uma piora de alguns deles, tais como: alterações no humor, dificuldade para dormir, ansiedade e ataques de pânico.

Isso tudo vale também caso você sinta agitação, impulsividade, irritabilidade, hostilidade, hiperatividade (mental ou física), agressividade, aumento na depressão ou pensamentos suicidas ou algo relacionado a se machucar.

Em todos os casos, sugere-se informar seu médico sobre os possíveis efeitos colaterais de forma especifica, além de avisá-lo sobre seu histórico médico e quais outros medicamentos você já usa.

Cuidados Necessários

É importante lembrar que medicamento nenhum deve ser tomado apenas na busca de uma solução para emagrecer rápido, já que perder peso é um processo que precisa ocorrer lentamente.

A rapidez com a qual se atinge o resultado varia conforme sua genética e seu metabolismo, mas também tem muita ligação com os alimentos que você consome e se existe ou não uma prática de exercícios diariamente.

Criar uma aliança entre atividades físicas regulares e uma alimentação balanceada sempre tem que ser a base de qualquer plano para emagrecer.

Por isso, crie em sua mente a mentalidade de que não é somente tomando remédios ou fazendo uma dieta super restritiva que você vai alcançar o emagrecimento.

O processo de emagrecimento deve ser algo saudável e que você consiga manter por toda a vida.

Curta e compartilhe; e se tiver dúvida, nos envie uma mensagem!

Recomendados: