Tudo o Que Nunca te Contaram Sobre a Cinta Abdominal [Verdades e Mitos Desvendados]

Ter um corpo escultural com cintura fina e barriga chapada é o sonho da maioria das mulheres, desde adolescentes até (e principalmente) as mais maduras.

Em busca de soluções rápidas e sem grandes sacrifícios, muitas optam por utilizar cintas modeladoras de diferentes modelos e estilos para ter a silhueta perfeita, livres de gordurinhas e volumes indesejados.

Com a ampla utilização do acessório por homens, mulheres e celebridades, as cintas passaram a ser encontradas com facilidade em empresas especializadas na venda desse produto e, também, em lojas de lingerie, tanto físicas, quanto online.

E não existe só um modelo não. Hoje, o mercado investe na criação de cintas diferenciadas, com opções até para modelar costas, braços e pernas, sempre buscando atender à necessidade de aperfeiçoar as curvas do corpo e perder a indesejada gordurinha saliente.

Mas, será que a cinta ajuda a perder barriga mesmo?

Descubra tudo o que você precisa saber sobre essa famosa alternativa para modelar o corpo.

Como a Cinta Abdominal Funciona?

Muito parecida com os espartilhos ou corset, aqueles acessórios com barbatanas de metal, amarração nas costas ou na frente, e com objetivo específico de afinar a cintura e melhorar a postura, a cinta abdominal tem como principal diferença o fato de ser mais confortável e poder ser utilizada por um longo período de tempo, desde que se tome as devidas precauções.

O acessório altera o formato natural do corpo, deixando a postura mais ereta e a cintura com menor circunferência, proporcionando um ar de elegância. Por isso, é tão procurado por pessoas que desejam ter o corpo bem delineado e aparentemente perfeito.

Mas para não ter problemas recorrentes do uso, o primeiro ponto a observar é o quanto ela está apertada, pois ao contrário do que muitos pensam, uma cinta apertada excessivamente não vai modelar o corpo mais rápido. Muito pelo contrário, poderá causar graves problemas de saúde, como doenças respiratórias e dificuldades referentes à circulação sanguínea.

Além disso, deve-se observar o tempo de uso do acessório. O ideal é mantê-lo no corpo por, no máximo, quatro horas por dia. Ao passar disso, ele pode se tornar altamente perigoso.

Ou seja, dormir com a cinta ou utiliza-la durante boa parte do dia para trabalhar ou desenvolver qualquer outra atividade, pode causar danos muitas vezes irreparáveis ao corpo. Por isso, se precaver e ficar de olho no relógio é essencial.

Dicas para Começar a Usar Cinta

Antes de qualquer coisa, o ideal é que se busque orientação profissional com um médico especialista para fazer o acompanhamento e, assim, não correr riscos de saúde. Apesar de parecer inofensivo, o uso da cinta sem restrições pode causar diversos efeitos negativos ao corpo.

Consultar um médico caso já tenha problemas de coluna ou má circulação é imprescindível, mas mesmo que não tenha pré-disposição a algum desses problemas, é importante saber que nunca se deve dormir com cinta, nem praticar exercícios enquanto usa o acessório, pois essas atitudes podem causar danos irreversíveis, além de deformar o corpo.

Assim como qualquer método de emagrecimento, a cinta não funciona sozinha. Para perder a barriga, é necessário também investir na dieta com hábitos alimentares saudáveis, ingerindo menos calorias do que se consome. Assim, o corpo vai gastar energia e causar o emagrecimento de forma natural e saudável.

Outra atividade essencial para quem deseja diminuir a barriga é a prática de exercícios físicos aeróbicos e também musculação, especialmente porque a gordura da região abdominal é uma das mais difíceis de perder, então é necessário gastar muita energia.

Com a combinação de cinta abdominal, alimentação saudável e exercícios físicos, ter um corpo saudável e atraente é um objetivo totalmente possível de ser alcançado em um curto período de tempo.

Agora, confira alguns mitos e verdades sobre o uso da cinta abdominal e saiba se ela ajuda mesmo a perder barriga e alcançar os objetivos de ter o corpo dos sonhos.

Cinta Abdominal Azul
Cinta Abdominal Azul

Verdades a Respeito do Uso da Cinta

  1. Cinta pode Causar Problemas de Saúde

Usar cintas apertadas com constância e por um longo período de tempo pode acarretar problemas respiratórios ou de circulação, especialmente se a pessoa já tem predisposição a alguma dessas doenças.

  1. Cinta Ajuda a Modelar a Cintura

Por comprimir o abdômen durante o uso, a cinta modela o corpo, distribuindo melhor a gordura e, consequentemente, deixando a cintura mais fina. Contudo, o efeito dura somente enquanto a pessoa faz uso do acessório. Ao tirar, o corpo volta ao formato normal.

  1. Cinta Pode dar Flacidez

Se utilizada de forma errada ou por um período muito longo, a cinta pode sim causar flacidez na barriga. Isso porque pode enfraquecer os músculos abdominais, pois age no lugar desses músculos.

Mitos que Dizem por aí Sobre a Cinta

  1. Cinta Emagrece

As cintas de uso prolongado acabam remodelando a cintura, contudo, não fazem com que a pessoa perca peso, mas somente reduza medidas das áreas modeladas pelo acessório. Para emagrecer, é necessário combinar o uso da cinta abdominal a uma alimentação saudável e exercícios físicos. Assim, ela pode ajudar a reduzir medidas.

  1. Cinta não Exige Dieta

Somente usar a cinta não atende completamente quem busca ter cintura fina e perder barriga. Para que isso aconteça, é necessário aliar o uso a outras atividades que ajudam a emagrecer, como alimentação equilibrada e a prática de exercícios.

  1. Dormir com Cinta Afina a Cintura Mais Rápido

Usar a cinta enquanto está dormindo é algo que deve ser evitado ao máximo, pois o uso por longos períodos, além da flacidez dos músculos, pode causar prisão de ventre, má digestão e varizes. A indicação de uso é de, no máximo, quatro horas seguidas.

Os Benefícios do Uso Contínuo da Cinta

Utilizar a cinta abdominal diariamente pelo tempo recomendado pelos especialistas pode, em longo prazo, ajudar a modelar o corpo definitivamente e reduzir medidas.

Assim como uma calça apertada usada com frequência pode levar a gordura para lugares indesejados, a cinta modela a massa localizada, deixando o corpo com o formato considerado ideal.

Além das cintas tradicionais utilizadas por pessoas acima do peso, ou que fizeram algum tipo de cirurgia, bem como por mulheres grávidas, existem até cintas que cobrem a gordura dos braços e das costas, buscando reorganizar a massa dessas regiões.

Mas, para conseguir visualizar o resultado, é preciso usar o acessório todos os dias por pelo menos de três a seis meses.

No começo, pode parecer desconfortável e difícil de seguir, mas com o tempo o uso começa a fazer parte da rotina e vai se tornando muito mais fácil com a visualização dos resultados.

Resumindo, Funciona ou Não?

Infelizmente, a cinta por si só não ajuda a perder barriga definitivamente. Ela apenas disfarça as gorduras durante o uso e, com a utilização contínua, pode redistribuir a massa, ajudando a afinar a cintura em longo prazo. Contudo, isso não significa um emagrecimento, mas apenas a reorganização da gordura.

Por isso, o ideal é investir no seu uso vinculado à alimentação saudável e à prática de exercícios físicos, melhores práticas para emagrecer. Beber bastante água, evitar alimentos gordurosos, comer fibras e praticar esportes torna o processo muito mais rápido e ajuda a perder barriga de forma definitiva.

Lembre-se sempre que emagrecimento requer esforço, sacrifício e acompanhamento profissional.

Se você gostou deste artigo, não se esqueça de compartilhar!

 

Recomendados: