Os Segredos Foram Revelados [Conheça] Tudo Por Trás da Dieta da Sopa de Adriane Galisteu

O mundo dos famosos é recheado de grandes personalidades. Alguns mais polêmicos, outros mais tímidos, cada um sabe como chamar atenção do seu público e fazer sucesso com seus fãs. Um grupo, porém, ganha destaque especial: os galãs e as musas.

Esse tipo de perfil geralmente é composto de modelos e atores que, além da boa desenvoltura na frente do público, ainda tem como característica a boa forma física. São exemplos para os seus fãs e espelhos quando o assunto é corpo em forma.

Longo dos grandes holofotes, as perguntas entre os cidadãos comuns pairam sobre como ter um corpo daqueles. E uma das referências é Adriane Galisteu que é uma famosa apresentadora brasileira (além também modelo e atriz) que sempre esteve em forma.

Para garantir a boa forma física, Galisteu abusa de um modelo próprio para não engordar e ainda queimar eventuais gordurinhas que teimem em aparecer no seu corpo. Trata-se da dieta da sopa, uma dieta que é baseada no consumo de sopa, conforme o próprio nome já indica.

Vamos entender mais? Certo.

A Dieta da Sopa da Adriane Galisteu: o que é?

É claro que não é a apresentadora ou modelo Adriane Galisteu quem formulou esse tipo de dieta. Sua formação não é de nutricionista e, dessa forma, ela sequer poderia montar um plano alimentar que fosse utilizado por terceiros sem essa formação profissional.

Contudo, justamente por ser uma mulher famosa e em constante exposição, Galisteu tem toda uma equipe nos seus bastidores que ajudam na composição da sua dieta para que ela possa manter o corpo em forma e apresentar boa forma física nas suas aparições – e uma dessas contribuições foi a dieta da sopa da Adriane Galisteu, batizada pela evidência que a apresentadora deu a esse plano alimentar.

Antes de entrar mais especificamente no seu funcionamento, é importante que você saiba que essa é uma dieta extremamente restritiva e que deve, portanto, ser usada com moderação – inclusive no que diz respeito ao seu tempo de uso.

A aplicação da dieta da sopa da Adriane Galisteu por amplo período de tempo pode ser prejudicial ao organismo em função da ausência de alguns nutrientes importantes para o metabolismo e, portanto, não deve ser aplicada como rotina por muito tempo.

Benefícios da Dieta da Sopa da Adriane Galisteu

Por outro lado, se bem utilizada, essa dieta pode trazer bons resultados para a saúde. Ela ajuda na desintoxicação e, como consequência, na redução dos inchaços e desconfortos que podem estar na região abdominal, justamente uma das que mais costumam incomodar as pessoas. Se esse for o seu caso, pode ser uma grande oportunidade para melhorar nesse aspecto.

A grande vantagem dessa dieta é a velocidade dos resultados. Em questão de duas ou três semanas já é possível sentir os seus efeitos, o que é ótimo para quem está praticando e exige a melhora corporal em curto espaço de tempo.

Cuidados ao Fazer a Dieta da Sopa da Adriane Galisteu

Não é apenas no tempo de duração que essa dieta deve receber atenção. O período após a sua finalização precisa de uma reeducação alimentar partindo do princípio que antes de iniciá-la você provavelmente não estava satisfeito com o próprio corpo.

Isto significa que de nada adiantará fazer a dieta da sopa da Adriane Galisteu e, após encerrar um ciclo, voltar a cometer alguns erros no que se refere à dieta do dia-a-dia. Aproveite esse período para refletir sobre os erros alimentares para não voltar a cometê-los, evitando o “efeito sanfona”. Se precisar, consulte um nutricionista.

Da mesma forma, é preciso aliar a dieta da sopa aos exercícios físicos também. A alimentação é fundamental para encontrar bons resultados, porém o gasto energético precisará ser superior ao consumo para que o corpo possa perder peso.

Por outro lado, os exercícios deverão ser moderados. Atividades muito intensas podem ser difíceis para o organismo já que a dieta será restrita e pode faltar energia. Mesmo para ações mais simples do cotidiano é bom ficar atento à reação corporal e as sensações que aparecerem.

Além disso, é importante consumir muita água, principalmente depois do jantar já que não haverá outra refeição naquele dia. A água também ajudará a limpar as toxinas ruins para o organismo.

Por fim, vale lembrar, não faça esse tipo de dieta sem o acompanhamento de um profissional que possa orientar da melhor maneira possível.

A Dieta da Sopa da Adriane Galisteu na Prática

Dieta da Sopa - Galisteu
Dieta da Sopa – Galisteu

Esse plano alimentar segue algumas regras específicas na sua execução diária e foi validado pela nutricionista Carla Souza em seu site Sopas Para Emagrecer.

Apesar do nome, não é apenas de sopa que as refeições vão existir, porém ela deve estar presente constantemente no jantar, refeição esta que é feita justamente quando o corpo já não está muito acelerado e apresenta digestão mais lenta.

O primeiro passo será saber preparar a sopa que será muito utilizada na sua dieta da sopa da Adriane Galisteu. Ela é muito simples de fazer e basicamente é feita cozinhando todos os ingredientes juntos com tempero da sua preferência.

Os ingredientes são os seguintes (devem estar picados):

  • 6 cebolas
  • Tomate sem pele
  • Repolho
  • Pimentões
  • 2 pacotes de sopa de cebola
  • Cenoura
  • Ramo de aipo
  • Alho

Uma vez que tenha aprendido a fazer a sopa, veja como deverá ser sua rotina com a dieta da sopa da Adriane Galisteu.

→ Dia 1:

As refeições matinais (café da manhã e lanche da manhã) o ideal é comer uma fruta. O almoço e o jantar serão feitos apenas com a sopa na quantidade que você desejar para se sentir saciado. Entre eles, você ainda poderá comer uma fruta no lanche da tarde.

→ Dia 2:

Rigorosamente a mesma coisa do dia 1, porém com a troca das frutas pelos chás. Não é uma alternativa, mas sim uma regra: as frutas estão proibidas nesse dia.

→ Dia 3:

A sopa será mantida nas refeições principais (almoço e jantar), porém também será permitido tomar chás e comer frutas. O chá verde é uma boa opção pelas características termogênicas.

→ Dia 4:

Almoço e jantar seguem apenas na sopa. Além de frutas e dos chás, o leite desnatado também poderá ser consumido.

→ Dia 5:

Nesse dia você poderá consumir tomate e um pedaço de carne (preferencialmente branca) em uma das refeições. Pelas características do metabolismo, o ideal é fazer isso no almoço, deixando a sopa para o jantar.

→ Dia 6:

Você deverá comer 3 pedaços de carne e porções de frutas e legumes. O ideal é comê-los no almoço, mantendo a sopa no jantar.

→ Dia 7:

A sopa noturna deve ser mantida, porém sucos de frutas, arroz integral e legumes podem ser adicionados também.

Gostou da dieta da sopa da Adriane Galisteu? Compartilhe com seus amigos e façam juntos essa dieta!

Recomendados: